Diversas ações da GCM visam atendimento ao público

Os guardas municipais inspetor Pichinin e agente Pedro depararam com um indivíduo na Cecap, onde está sendo feito um trabalho de revitalização daquela região da cidade, com ações para coibir o tráfico de entorpecentes e prostituição.  No local foi abordado um cidadão bastante conhecido nos meios policiais sem os documentos. Ele acabou conduzido até a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) para levantamento de sua situação atual perante a Justiça.  Como não tinha pendências, acabou liberado.

Essa mesma equipe também auxiliou uma mulher que estava totalmente desorientada na região do Bairro Alto. Os agentes chegaram até ela após solicitação realizada via telefone 199. Os guardas durante o atendimento perceberam que a mulher de 40 anos estava falando frases desconexas. Porém, os agentes conseguiram identificar onde mora e deixaram-na aos cuidados de familiares.

Praça

Os guardas municipais Nogueira, Vaz e Lourenço, do Grupo de Ações Preventivas Especiais (Gape), realizavam patrulhamento na Praça da Vila São Benedito durante a madrugada e depararam-se com um adolescente no local que não soube explicar o que fazia naquela região, já que mora do Jardim Palos Verdes. A genitora foi acionada e levou o adolescente para casa.

O Gape também realizou apoio ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) na Vila Nogueira, onde os socorristas estavam com um paciente alterado que se recusava em ser atendido. Os guardas convenceram o cidadão a entrar na ambulância para ser conduzido ao  Pronto Socorro (PS) do Hospital das Clínicas (HC).

Praça II

Agentes municipais Dias e Ronaldo prestaram auxílio a um cidadão de 59 anos, que estava na Praça Rubião Júnior (em frente à Catedral).  Como esse cidadão que reside em Bofete não tinha onde pernoitar,  acabou sendo conduzido ao Centro de Atendimento ao Migrante  Itinerante e Mendicância (Camim).

Mulher caída

Uma mulher de 39 anos de idade que estava caída às margens da Rodovia Gastão Dal Farra, foi atendida pelos agentes Dias e Ronaldo.  Segundo informações seu marido a havia jogado do carro em movimento, porém ficou constatado que ela estava alcoolizada e desorientada. Diante da situação a vítima foi encaminhada ao Pronto Socorro (PS) Regional e, posteriormente, localizado o marido que informou ser comum a esposa ter esse tipo de comportamento.  A mulher não quis elaborar o Boletim de Ocorrência (BO) junto à Polícia Civil.