Diretores trocam fechadura de sindicato em Botucatu para evitar entrada de presidente

A Guarda Municipal atendeu na noite desta segunda-feira, 25, um caso de mediação de conflito no sindicato dos comerciários de Botucatu, o Sincomerciário. Como foi noticiado pelo acontece em fevereiro, há uma disputa entre alguns diretores do sindicato e o atual presidente, Carlos Negrisoli.

Parte dos diretores entendem que Negrisoli não pode exercer a função de presidente e, segundo a Guarda Municipal, foram até a sede do sindicato, na rua Major Leônidas Cardoso, e trocaram as fechaduras da porta, por entenderem que o atual presidente estaria destituído do cargo.

Ainda segundo a Guarda Municipal, o advogado que defende a atual gestão do sindicato dos empregados do comércio esteve no local e não concordou com tal atitude de troca de fechaduras. O Acontece Botucatu acompanha o caso. Trabalharam na ocorrência os GCMs Castilho e Bozoni. O Acontece tentou contato com os envolvidos, porém, não retornaram as mensagens até o fechamento da reportagem.

Relembre o caso da disputa

(arquivo Acontece)

Uma denúncia que foi divulgada no site da FM Integração de São Manuel atinge diretamente Carlos Negrisoli, presidente do Sindicato dos Empregados do Comércio de Botucatu. Segundo a matéria, ele possui duas empresas em sua posse, fato que tornaria ilegal seu mandato frente ao Sindicato.

O denunciante é João Eduardo Pereira, associado ao Sincomerciários e que já foi suplente da diretoria no mandato anterior de Negrisoli. Ele moveu ação em processo que já está na justiça sob o número 0010256-26.2016.5.15.0025.

Segundo as informações da Integração FM, Pereira pede na ação que Negrisoli seja destituído do cargo que ocupa desde 2010. Pede também que um interventor seja nomeado para tal até que se finde o processo, quando o Sindicato teria nova eleição.

A denúncia diz que Negrisoli teria duas empresas, uma com sede em Bofete, no setor de alimentos e bebidas e outra em Botucatu, voltada para o ramo de calçados, vestuário e acessórios. Como mostram as fotos, as empresas foram constituídas em 1998 e 1990 respectivamente, mas com atualizações recentes no CNPJ de cada uma, ou seja, estariam em atividade em datas posteriores aos pleitos disputados no Sincomerciários.

Negrisoli se defende

Em contato via telefone com a reportagem do Acontece Botucatu, Negrisoli disse que ainda não foi notificado de nada e ainda vai se reunir essa semana com seu advogado para tomar as medidas cabíveis. Ele ainda afirmou que as duas empresas estão inativas.

O presidente do Sincomerciários disse que dará mais detalhes em sua defesa ainda esta semana. Carlos Roberto Negrisoli foi eleito para o Sindicato dos Empregados do Comércio em 2010, sendo que em 2014 foi reeleito para o cargo com 99,30% dos votos apurados. (publicada em 14 de fevereiro de 2016)