Defesa Civil e Sabesp liberam água aos produtores rurais

A Defesa Civil do Município juntamente com a Sabesp esteve na tarde desta sexta-feira retirando o lacre do sistema de irrigação de vários produtores rurais. No início do mês, visando a economia de água, foram lacradas 12 bombas de irrigação, em razão do baixo volume de água do Rio Pardo, que abastece muitas propriedades rurais no seu curso natural.

“Como houve uma recuperação do rio em razão das chuvas que caíram em sua cabeceira, pudemos liberar 50% das bombas que haviam sido lacradas, pois os produtores rurais poderiam ter prejuízos por falta de irrigação em suas hortas e pomares”, explicou o coordenador de Defesa Civil, Paulo Renato da Silva.

Entretanto, enfatiza que essa liberação será monitorada para que não haja desperdícios. “Nessa primeira fase liberamos 50% das bombas e as demais que ainda permanecem lacradas serão liberadas, de maneira gradativa. Tudo está sendo feito de maneira técnica com prévio estudo da situação”, colocou o coordenador.

Ele destaca que a população da zona urbana, de uma maneira geral, entendeu a gravidade da situação e atendeu os apelos feitos para que não houvesse desperdício de água. “Claro que tivemos casos isolados de pessoas que não se atentaram ao problema, mas a maioria colaborou. Ainda estamos em alerta já que a estiagem continua e temos que aguardar a volta das chuvas para que a situação se normalize”, concluiu Paulo Renato.