Defesa Civil assiste família que teve telhado arrancado

Embora não tenha registro de vítimas, as chuvas que caíram nas últimas horas, especialmente na terça-feira, causaram muitos danos ao patrimônio de munícipes. Houve casos de destelhamentos, inundações,  quedas de placas e muros, carros destruídos por queda de árvores,  falta de energia, entre muitos outros.

Porém um (caso) que chamou bastante a atenção foi o ocorrido em uma casa na Rua João Ernesto, no Jardim Cedro, onde mora um casai com um filho pequeno. O vento arrancou toda a cobertura e o proprietário chamado Marcos levou sua família para um cômodo que fica na parte dos fundos do quintal, numa área mais baixa.

“Ficamos no quartinho rezando para tudo aquilo passar. O vento levou o telhado de Eternit e todo madeiramento. Perdi tudo”, lamentou o morador. Em razão da situação, coordenador de Defesa Civil, Paulo Renato da Silva, adiantou que as telhas e o madeiramento serão comprados para que uma nova cobertura seja feita.

“Desde terça-feira o telefone da Defesa Civil não parou de tocar. São muitos munícipes relatando as perdas que tiveram em razão do temporal  e estamos visitando os locais afetados procurando dar assistência aos casos mais graves. Foram muitas as perdas materiais”, frisou o coordenador.