Cronograma do Fórum está sendo cumprido

A construção do novo Fórum no Jardim Riviera, obra de R$ 14.570.327,09, está dentro do cronograma previsto e, atualmente, na fase de concretação das vigas baldrame, ou seja, de fundação do prédio. A intenção da empreiteira Resiplan Ltda é de entregar a obra no próximo aniversário da Cidade, em abril de 2011. O contrato de construção do novo Fórum foi assinado em março deste ano.

O engenheiro da Secretaria de Planejamento, Luiz Antônio Matheus, que está acompanhando a obra, comenta a próxima etapa. “O próximo passo a ser dado é a colocação de pilares e serviços de alvenaria. Como estamos dentro do cronograma, acredito que no mês que vem entraremos em outras etapas”, diz.

Para o prefeito João Cury, o novo Fórum contribuirá para o desenvolvimento da região do Jardim Santa Elisa. “(O novo fórum) vai induzir o desenvolvimento para aquela

{bimg:3925:alt=a5:bimg}

região da Cidade”, garante. Segundo o prefeito, a tecnologia estará presente no auxílio ? população que frequentar o novo Fórum. “Ele será totalmente digitalizado e concentrará tudo em um único local, com o objetivo de prestar um serviço mais rápido para a população”, conclui.

A intenção é que o novo Fórum abrigue a 1ª, 2ª, 3ª Varas Cíveis, a 1ª Vara Criminal, o Juizado de Pequenas Causas, os Cartórios Eleitoral, Executivo Fiscal, e Distribuição de Protocolo, que atendem a população em diferentes locais. As exceções ficam por conta da Vara do Trabalho e do Juizado Especial Federal, que possuem sede própria.

{n}Juiz atento{/n}

Acompanhando atentamente esse processo dessa construção está o juiz Josias Martins de Almeida Júnior, 30, titular da 1ª Vara Criminal e da Vara da Infância e Juventude e diretor

{bimg:3924:alt=a4:bimg}

do Fórum da Comarca de Botucatu.

“Botucatu está numa fase de conquistas. Estamos ansiosos e contentes com a construção do novo Fórum, depois de anos de lutas de muitas pessoas junto ao governo do Estado para termos esse novo Fórum, de alta tecnologia e complexidade que, além das varas existentes, poderá abrigar outras duas Varas”, coloca o magistrado.

Diz o juiz/diretor que acompanhar a construção desse prédio, será uma tarefa complexa que deverá envolver não só a direção do Fórum, como também, outros setores da sociedade botucatuense. “Temos certeza de que, contando com apoio dos colegas magistrados, serventuários, Prefeitura e Câmara Municipal, Ministério Público, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Subsecção de Botucatu, entre outras instituições, poderemos comandar esse processo sem maiores problemas”, prevê Josias.

Com relação ? distribuição das Varas da Comarca, o juiz/diretor relata que vai resolver essa questão junto com seus colegas magistrados. “O prédio tem um modelo pré-definido e planejado, contando com as Varas e os respectivos cartórios, além dos outros departamentos forenses. Então, não acredito que teremos problemas na distribuição das Varas, mas pretendo desenvolver esse processo em consenso com meus colegas magistrados para que juntos definamos o lugar de cada um”, concluiu o magistrado.

Fotos: Fernando Ribeiro