Conta de água tem reajuste em cidades da região

A tarifa de água foi reajustada nesta quinta-feira, 12 de maio, em 8,4% para 30 cidades da região atendidas pela Sabesp. O reajuste será o mesmo para o serviço de esgoto. O índice será aplicado em todo o Estado. O aumento corresponde à inflação anual medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) entre março de 2015 e o mesmo mês em 2016, que chegou a 9,3%, menos um percentual de eficiência, que chegou a 0,9%.

O novo reajuste passará a valer um pouco menos antes de um ano em relação ao aumento anterior, de 15,24%, aplicado em junho do ano passado. O aumento de 2015 considerou não apenas a variação do IPCA, mas também um aumento extra em razão das perdas que a Sabesp alegou sofrer em razão da crise hídrica.

O reajuste tarifário não se aplica aos municípios de Torrinha e Lins, cujas tarifas terão aplicação em datas distintas, mas os novos valores passam a valer nas seguintes cidades da região: Águas de Santa Bárbara, Agudos, Anhembi, Arealva, Areiópolis, Avaí, Balbinos, Bocaina, Bofete, Boraceia, Botucatu, Duartina, Espírito Santo do Turvo, Fernão, Gália, Iaras, Lins, Lucianópolis, Macatuba, Pardinho, Paulistânia, Pederneiras, Piratininga, Pongaí, Pratânia, Presidente Alves, Santa Cruz do Rio Pardo, São Manuel, Ubirajara e Uru.

Segundo a Arsesp, na tarifa residencial social voltada a famílias de baixa renda,  por exemplo, o valor do fornecimento de até 10 metros cúbicos de água passará de R$ 7 para R$ 7,59 por mês, aplicando-se a mesma tarifa para o esgoto.  

 

Jcnet Bauru