Construção de galerias no residencial Vila Di Capri tem continuidade

GALERIAS NO VILA DI CAPRI E JD IPÊ - FOTO CLAUDIA ROSSETO (2)A Secretaria Municipal de Obras continua com os serviços de implantação do sistema de galerias de águas pluviais na entrada do Residencial Vila Di Capri, na região Norte da Cidade.  As fortes chuvas que atingiram a cidade nos meses de maio e junho provocaram sérios danos no principal acesso ao bairro.

Parte do asfalto cedeu na confluência da Rua Carlos Guadagnini e das avenidas Universitária e Prefeito Joaquim Amaral Amando de Barros, abrindo uma grande cratera que obrigou a interdição total do trânsito de veículos. Os motoristas estão sendo obrigados a seguir pela Rua Miguel Catarino até a Rua Virgílio Bartoli para acessar bairros como Jardim Planalto, Jardim Itamaraty, Vila di Capri e Jardim Ipê.

GALERIAS NO VILA DI CAPRI E JD IPÊ - FOTO CLAUDIA ROSSETO (3)A situação crítica obrigou a Secretaria Municipal de Obras a priorizar a recuperação de toda a infraestrutura do local. Homens e máquinas realizaram escavações para implantação de um sistema de galerias capaz de absorver o grande volume de água que em dias de chuva desce de bairros como a Chácara dos Pinheiros e Jardim Planalto.

No local foram assentados tubos de um metro de diâmetro. Além de um dissipador que permitirá a vazão adequada das águas em dias de chuva forte. A construção das caixas de captação deverá ser concluída dentro de 20 dias. Logo em seguida, será feita a preparação do terreno para construção de guias e nova pavimentação.

A Prefeitura também fez o recapeamento completo de um trecho da avenida Joaquim Amaral Amando de Barros onde a ausência de galerias fez aparecer uma grande quantidade de buracos no asfalto. A previsão é que, futuramente, seja feito o prolongamento da Avenida Universitária, permitindo a ligação entre o Jardim Itália e a Vila di Capri. Também está prevista a construção de uma rotatória que disciplinará a distribuição do fluxo de veículos na região.

“Não se trata de uma obra simples. Ela foi interrompida por alguns dias por conta da necessidade de manutenção em nosso maquinário, mas agora avançamos para a etapa final com a construção de mais nove caixas de captação. Acreditamos que no prazo de vinte dias esse serviço estará concluído, permitindo a construção de guias e em seguida da pavimentação. Pedimos desculpas aos moradores pelos transtornos momentâneos, mas a solução será definitiva para um problema crônico”, enfatiza o secretário de Obras, Rafael Athanazio.