Consolidada a entrega de nova área para a Irizar

“Este é um momento histórico para o desenvolvimento industrial da cidade. Um projeto como esse da Irizar exigiu de nossa parte todo esforço necessário para poder viabilizá-lo. Estamos falando de uma empresa que gera empregos e divisas para o município e hoje é um dos orgulhos do nosso parque industrial e que tem uma perspectiva de crescimento muito grande.
Estamos felizes em oficializar a doação dessa área e torcemos para que a nova fábrica esteja em funcionamento o mais rápido possível”. Foi o que disse o prefeito João Cury Neto sobre a expansão da fábrica Irizar no Município.

Cury, em solenidade ocorrida na manhã desta segunda-feira (12), assinou a escritura de doação de área para a construção da nova fábrica da Irizar no Município. O evento que atraiu diversas autoridades aconteceu na sede da empresa que está instalada ? s margens da Rodovia Marechal Rondon. Entre os presentes esteve o diretor geral da Irizar Brasil, Axier Etxezarreta Aiertza e diversos funcionários. Todos testemunharam assinatura do documento que consolida a doação de uma área de 234 mil metros quadrados, localizada no novo distrito industrial.

As negociações para a construção da nova planta industrial da empresa começaram em 2010, quando da viagem do prefeito João Cury ? Espanha. Em setembro daquele ano, a Irizar apresentou uma carta de intenções com o projeto de ampliação das atividades industriais no município.

A direção da empresa entendeu que havia atingiu o limite possível de expansão na área onde está instalada atualmente. Em razão disso foram realizados estudos para soluções de médio e longo prazo que lhe permitissem atender a demanda do mercado de ônibus rodoviários de luxo, bem como de componentes para veículos ferroviários que tem apresentado grande potencial de crescimento.

“Analisamos diversas alternativas e concluímos que a melhor solução será construir uma nova planta industrial onde concentraremos todas as nossas operações, com ganhos de logística, produtividade e competitividade no mercado”, traz trecho do documento.

Em fevereiro de 2011, o prefeito recebeu em seu gabinete o presidente do Grupo Irizar, Gorka Herranz Landa; o diretor de exportações e ex-superintendente da unidade de Botucatu, Gotzon Gómez Sarasola; o diretor geral da Irizar Brasil, Axier Etxezarreta Aiertza e o presidente do Conselho, José Manuel Orcacitas para discutir o projeto.

Na ocasião, os executivos espanhóis foram informados que a Prefeitura havia concluído o processo de desapropriação de uma área de 450 mil metros quadrados para viabilização de um novo distrito industrial e que uma área de 250 mil metros quadrados já estava reservada ? ampliação da Irizar.

O protocolo de intenções assinado pela empresa espanhola estabelece o prazo de seis meses, após oficialização do compromisso com o município, para apresentação do projeto final de ampliação. Também ficou definido que, até seis meses após a Prefeitura garantir o acesso pavimentado ao terreno, a Irizar iniciará a urbanização do local. A construção dos prédios será executada no prazo máximo de um ano após ser lavrada a escritura de doação da área.

O investimento, na chamada fase 1, permitirá que a fábrica de Botucatu aumente sua capacidade de produção de três para quatro ônibus/dia, com geração de mais 100 empregos diretos. Hoje a Irizar conta em seus quadros com cerca de 600 funcionários na unidade de Botucatu. No prazo de 3 a 7 anos, o objetivo é atingir a marca de seis unidades/dia, com geração de mais 200 empregos diretos e outros 250 indiretos. E no prazo de 7 a 11 anos, outros 200 empregos diretos e 200 indiretos.

Fotos: Marcoa Magnoni – Secretaria de Comunicação