Chuva e lama causam transtornos aos moradores da Cohab I

Os moradores da Cohab I, que moram no início da Avenida Dr. Jaime de Almeida Pinto, a menos de 50 metros da Rodovia Marechal Rondon, passam por momentos de tensão a cada chuva que caí na cidade. Isso porque a lama que vem de uma das ruas do Parque Convívio preparada para ser asfaltada e não tem contensão da água, desliza e invade as residências e a avenida.

A reportagem do {n}Jornal Acontece{/n} esteve conversando com moradores daquela localidade que pedem uma solução por parte da Prefeitura Municipal. Não bastasse isso um terreno que fica atrás das casas, também acumula uma grande quantidade de água, formando uma grande “piscina” e colocando os muros em riscos de desabamento. O volume da água é tanto que ela se infiltra e jorra pelas paredes.

“Nós estamos pedindo uma solução, pois passamos por momentos difíceis. Entendemos que essa não é uma solução difícil de ser sanada. Bastaria fazer um barranco, para impedir o avanço da água. Nossos quintais assim como a avenida ficam alagados com água e lama e não dá para entrar ou sair”, comentou o morador Fernando Sauer.

Para outro morador, Luiz Carlos de Oliveira, seria interessante que o proprietário do terreno que fica atrás das casas fizesse um muro de arrimo, para evitar que a água e lama cheguem ? s casas. “Esse terreno é muito grande e já passou nas mãos de várias pessoas. Um vende para o outro e o muro de arrimo não é feito. Para ser sincero, nem sei quem é o dono hoje. Se houvesse uma ação do proprietário e da Prefeitura, nossos problemas seriam sanados. Só quem mora nessa parte da Cohab I sabe o drama que estamos vivendo”, ressaltou Oliveira.

O coordenador da Defesa Civil do Município, Domingos Chavari Neto, ficou ciente do problema e garantiu que irá tomar as providências que forem necessárias. “Estamos encaminhando esse problema diretamente ao prefeito João Cury, assim como vamos procurar o proprietário do terreno que fica atrás das casas. Entendo que trabalhando em consenso poderemos solucionar o problema dos moradores, muito brevemente”, previu Chavari.

Levado pelo vereador Professor Nenê, que representa aquela comunidade, o problema foi discutido na Câmara Municipal. O parlamentar mostrou um vídeo com drama vivido pelos moradores com a água e lama invadindo as residências. “O problema é sério e estamos pedindo providências por parte do Executivo Municipal e do proprietário do terreno atrás das casas”, frisou o parlamentar. “Toda vez que chove, os moradores convivem com essa situação. Tenho acompanhado e fiz questão de mostrar para os demais companheiros desta casa um vídeo para que se sensibilizem com os moradores e nos ajudem a resolver o problema”, acrescentou Nenê.