Centro do Migrante realiza festa junina aos frequentadores

Contando com 14 usuários do serviço e 10 funcionários e seus familiares o Centro de Atendimento ao Migrante Itinerante (Camim) realizou nesta quinta-feira uma festa junina de confraternização objetivando uma interação e levantar a auto estima dessas pessoas que se encontram em situação de rua e procuram a entidade como forma de apoio/escuta para terem perspectiva de mudança em suas vidas. Foram os próprios internos que enfeitaram o local.

 

 

 

“Os trabalhos como a confecção de bandeiras, bem como a colocação das mesmas, arrumação das mesas e distribuição de doces contou com a ajuda dos usuários do Camim, havendo muito empenho entre eles”, disse a assistente social, Neide Zonta. “Foi tudo muito bonito, principalmente a participação dessas pessoas e pudemos ver a alegria no semblante de cada um“, complementa.

De acordo com a assistente social,  a media diária é de 20 a 30 a pessoas, sendo uma media mensal de 600 pessoas atendidas. No inverno esse numero aumenta por cerca de 800 pessoas e pessoas diferentes regiões do País são atendidas.  O contingente maior de atendimento está nas pessoas com dependência química. Um percentual de 80% das pessoas que procuram o Camim  são dependentes químicos ou alcoolistas.