Campanha SOS Nordeste alcança seu objetivo

Aproximadamente, cinco toneladas de alimentos não perecíveis, milhares de frascos de água mineral, caixas de leite e roupas, foram arrecadadas na Campanha SOS Nordeste realizada em Botucatu. A campanha teve a iniciativa do radialista Vanderlei dos Santos, que contou com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM), Defesa Civil do Município e Tiro de Guerra (TG). Tudo o que foi arrecadado está depositado no galpão da sede do TG de Botucatu.

A campanha teve a finalidade de ajudar a centenas de famílias do estado do Nordeste, especificamente em Alagoas e Pernambuco, que passam por um momento trágico em razão das fortes chuvas que estão caindo naquela região do Brasil, que ocasionaram o transbordamento o Rio Mundaú. Essa tragédia do Nordeste lembra a do Haiti onde centenas de pessoas perderam a vida, milhares ficaram desabrigadas e outras tantas feridas.

{bimg:6552:alt=interna1:bimg}

“Essa campanha foi uma maneira de atenuar o sofrimento daqueles nossos irmãos nordestinos que estão passando por um momento de extrema necessidade. O povo de Botucatu sempre foi solidário e desta vez não foi diferente. Conseguimos uma grande quantidade de alimentos que agora será encaminhado ao Nordeste”, comentou o radialista.

Para o secretário de Segurança Pública do Município, delegado Adjair de Campos, a iniciativa foi válida e através da população de Botucatu, muitas famílias do Nordeste que passam por sérias dificuldades poderão ser assistidas. Ele ressalta que o foi arrecadado em Botucatu será encaminhado para o Nordeste através da Defesa Civil de São Paulo, coordenada por Jair Paca.

{bimg:6553:alt=interna2:bimg}

“Já mantivemos contato com o coordenador (da Defesa Civil) de São Paulo para que o que foi arrecadado em Botucatu seja transferido, de avião, para as famílias do Nordeste. Esta foi mais uma prova de que o povo de Botucatu não deixou de atender aos apelos feitos na rádio e se prontificou em colaborar. A população fez a parte dela e nós estamos fazendo a nossa”, frisou Adjair de Campos.

{n}Números da tragédia{/n}

Segundo dados oficiais, são 57 o número de mortes em decorrência das enchentes no Nordeste, sendo 37 em Alagoas e 20 em Pernambuco, de acordo com último balanço divulgado pela Secretaria Nacional de Defesa Civil, de Alagoas. O número de mortos pode ser ainda maior já que dezenas de pessoas continuam desaparecidas.
Quatro municípios decretaram situação de emergência e 15 estado de calamidade pública em Alagoas, onde há 26.618 desabrigados e 47.897 desalojados. Em Pernambuco, são 27 cidades em situação de emergência e 12 em estado de calamidade pública. O número de desabrigados e desalojados é de 26.966 e 55.643, respectivamente. A Coordenadoria de Defesa Civil de Pernambuco divulgou que 4.478 quilômetros de estradas e 142 pontes estão comprometidas no Estado.

Fotos: Valéria Cuter