Câmara Municipal devolve R$ 205 mil ao executivo em Botucatu

Na tarde desta quinta-feira, 29 de dezembro, último dia de expediente nas repartições públicas municipais antes da virada do ano, o presidente da Câmara Municipal de Botucatu, vereador André Rogério Barbosa (Curumim), reuniu-se com o prefeito João Cury Neto.

Na oportunidade, o chefe do Poder Legislativo fez a entrega de um cheque no valor de R$ 205.768,69, que corresponde a sobra do orçamento que a Câmara não utilizou no exercício de 2016. O montante, que havia sido repassado no início do ano passado e não foi gasto ao longo do último exercício, agora volta aos cofres do município e reforçará o caixa da Prefeitura em 2017, podendo ser empregado em qualquer área.

Para o presidente do Legislativo é motivo de alegria e satisfação passar o cheque às mãos do prefeito já que demonstra a forma austera como os recursos públicos foram administrados pela Câmara em 2016, ano em que grande parte dos municípios enfrentou sérias dificuldades financeiras.

“Gostaria de agradecer os servidores do Poder Legislativo que, assim como nos demais anos, fizeram uma gestão financeira equilibrada. Temos uma Câmara enxuta, eficiente, que é comedida no gasto do dinheiro público. Esses recursos que estamos devolvendo à Prefeitura certamente serão aplicados em alguma área importante, contribuindo para atender as necessidades da nossa população”, afirma Curumim.

Apesar de a Câmara ter direito a até 6% do Orçamento do Município, historicamente o repasse que é feito para fazer frente aos gastos anuais do Poder Legislativo tem ficado na casa dos 2,5%. “Dentro desse repasse ainda devolvemos um pouco ao final do exercício. Isso demonstra que os vereadores e os nossos funcionários são austeros quando se trata de gasto público”, enfatiza o presidente.

O prefeito João Cury Neto, que ao receber o cheque estava acompanhado do secretário municipal de Fazenda, Luiz Augusto Felippe e do assessor de gabinete Hermínio Nilso Rodrigues da Silva, agradeceu o gesto e destacou a capacidade de gestão demonstrada pelo Legislativo botucatuense.

“Mais do que o valor, importante mesmo é simbolismo desse gesto feito, demonstrando uma capacidade administrativa ímpar. A Câmara Municipal de Botucatu é um exemplo para o país. Vemos por aí muitos legislativos perdulários, que não sabem eleger prioridades, que não têm um trato correto com a coisa pública. Aqui em Botucatu é diferente. A Câmara tem uma excelente equipe de servidores que tem a mão firme de fazer a boa gestão dos recursos do orçamento”, comenta o prefeito.

E faz questão de frisar que a devolução é resultado de uma capacidade de gestão diferenciada.  “Isso é um diferencial. O Poder Legislativo muitas vezes é o maior alvo das críticas. Mas esse gesto demonstra que qualquer crítica à capacidade de gestão da Câmara, não procede. E eles estão devolvendo recursos ao município não porque não sabem o que fazer com o dinheiro. É porque já fizeram muito bem o que tinham que fazer com economia, permitindo ao município aumentar a sua capacidade de investimento nas mais diferentes áreas. Isso não é comum. A grande maioria das Câmaras consome praticamente todo o orçamento a que tem direito. Quero agradecerão presidente Curumim, aos demais vereadores e a todos os servidores do Poder Legislativo”.