Botucatu sediará 3ª Caravana da Acessibilidade

A Assessoria Municipal em Políticas de Inclusão Social tem realizado reuniões com entidades com o objetivo de preparar Botucatu para sediar a terceira Caravana da Acessibilidade, Inclusão e Cidadania e a versão itinerante do “Memorial da Inclusão”, um acervo fotográfico e informativo sobre pessoas com deficiência.

O evento está marcado para o dia 4 de agosto e será realizado nas dependências da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), das 8h30 ? s 12h30, na Rua Dr. João Reis, 278 – Vila Sônia. A caravana abordará temas como transporte, trabalho e renda, moda inclusiva, ações e programas prioritários do Estado, direitos e cidadania da pessoa com deficiência.

Segundo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no Brasil, cerca de 18% da população total apresentam algum tipo de deficiência. São pessoas com ao menos alguma dificuldade de enxergar, ouvir, locomover-se ou algum tipo de deficiência física ou mental.

A ação é aberta a autoridades municipais, gestores públicos, entidades, pessoas com deficiência, familiares e representantes da sociedade civil. Ela reunirá técnicos especialistas, consultores da União dos Vereados do Estado de São Paulo (UVESP), advogados especializados em projeto de leis e representantes da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que debaterão com os presentes todos os direitos desse segmento social, assim como os programas realizados no Estado de São Paulo.

Para o presidente da Uvesp, Sebastião Misiara, a construção da cidadania para essas pessoas passa necessariamente por um olhar mais crítico do educador, do empregador e das autoridades públicas. “Colocá-los em convivência harmoniosa com todos é uma forma de respeitar os direitos das pessoas com deficiências, que são garantidos pela Constituição”, afirmou.

Segundo a doutora Linamara Rizzo Battistella, secretária estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que é modelo nacional, o grande objetivo do Governo do Estado é garantir o acesso desse público a todos os bens, serviços e produtos oferecidos pela sociedade.

Paulo Malagutte, assessor em Políticas de Inclusão Social de Botucatu, menciona a importância dessa ação para o Município, já que se trata de mais um momento de discussão e conscientização sobre o conceito de inclusão. “A conscientização e o apoio da comunidade são fundamentais para que possamos avançar na implementação das políticas de inclusão em nosso Município. E esse é o objetivo da Caravana”, explica.

Em Botucatu a Caravana também contará com duas atividades, uma delas é o desfile de moda para pessoas com deficiência, que contará com a participação de modelos da Cidade. A iniciativa visa divulgar o “Concurso Moda Inclusiva” que está com as inscrições abertas no site http://modainclusiva.sedpcd.sp.gov.br até o dia 31 de julho. O objetivo é estimular estudantes de cursos técnicos e universitários, além de profissionais da área de todo o País a produzirem looks para pessoas com deficiência.