Botucatu recebe recursos do Fundo Estadual de Assistência

Fotos: Luiz Fernando

 

Na manhã desta quarta-feira, em reunião que contou com representantes de dezenas de cidades, realizada no Teatro Municipal “Camilo Fernandez Dinucci, em Botucatu, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social fez a renovação do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS) nas regiões de Bauru, Marília, Botucatu, Avaré e Itapeva. A cerimônia de assinatura dos termos de transferência contou com a presença do secretário de Estado de Desenvolvimento Social e deputado federal Floriano Pesaro.

 Foram 137 municípios beneficiados nesta região, totalizando recursos de R$ 21,9 milhões para atender cerca de 80 mil pessoas em 2015. O recurso garante o cofinanciamento dos serviços oferecidos pela rede socioassistencial dos municípios, sendo os principais de Proteção Social Básica, Proteção Especial e Liberdade Assistida (medida socioeducativa).

No Estado, o recurso total será de R$ 216,3 milhões para atender cerca de 760 mil pessoas. A distribuição do recurso às entidades credenciadas é de responsabilidade das prefeituras, que aplicam o dinheiro conforme seus Planos Municipais de Assistência Social (PMAS), monitorados pelo Estado e aprovados pelos Conselhos Municipais. “Nossa preocupação é atender a família de forma integral, melhorando não apenas a qualidade de vida dela, mas de toda sociedade”, disse Floriano.

A cidade de Botucatu vai receber R$ 964.109,52, divididos em parcelas mensais durante o ano. Também na região de Botucatu outras 12 cidades foram contempladas. Já na região de Marília o Fundo atendeu 38 municípios; em Bauru 39; em Avaré 29; e em Itapeva 18.

 

FEAS

A Secretaria de Desenvolvimento Social repassa, por meio do Fundo Estadual de Assistência Social (FEAS), aos Fundos Municipais, recurso destinado a serviços, ações e projetos socioassistenciais diversos, segundo os Planos Municipais de Assistência Social (PMAS). Em 2015, o total é de R$ 216.312.564,69. O recurso é transferido diretamente às prefeituras, em conta específica, dividido em parcelas mensais ao longo do ano. São os Conselhos Municipais que definem e acompanham a aplicação do dinheiro repassado às cidades.

Em 2014, o FEAS foi de R$ 186,8 milhões, além de R$ 6,7 milhões do Piso Social Paulista (reajuste), somando R$ 193,5 milhões. O aumento no valor do repasse foi oferecido aos municípios que usaram com eficiência o recurso estadual em 2012. O índice de aumento foi relacionado ao percentual de execução acima de 90%. O reajuste é previsto a cada dois anos.