Botucatu enaltece Independência com Ato Cívico

Fotos: David Devidé

Várias autoridades civis e militares de Botucatu estiveram presentes ao Ato Cívico realizado na manhã deste sábado (7), em frente ao prédio da Prefeitura Municipal, em solenidade pública em que se comemora o 191º aniversário da Independência do Brasil, que livrou o Brasil do domínio de Portugal.

Neste ano, o orador oficial do evento foi o professor Valdir Gonzáles Paixão Júnior, que ocupa a cadeira 25 da Academia Botucatuense de Letras (ABL), cuja patrona é Maria Lúcia Dal Farra, que fez um discurso emocionado alusiva a data de 7 de setembro de 1822, quando ocorreu o chamado “Grito do Ipiranga”, ? s margens do riacho Ipiranga onde o então príncipe regente do Brasil, Dom Pedro de Alcântara de Bragança (futuro imperador Dom Pedro I do Brasil), bradou perante a comitiva que o acompanhava: “Independência ou Morte!”.

Na sequência o prefeito João Cury Neto fez uso da palavra e após cumprimentar as autoridades presentes enalteceu a importância do Ato Cívico e da Independência e fez um apanhado do crescimento e as mudanças da Cidade nos últimos anos. “Nossa cidade é parte dessa gente trabalhadora e honesta que fez desse País uma grande nação. Conquistamos muitas coisas, mas temos ainda muito a conquistar”, frisou Cury.

Ainda durante o Ato Cívico, foram hasteadas as bandeiras do Município de Botucatu, de São Paulo e do Brasil e o canto do Hino da Independência. O prefeito acompanhado do comandante do Tiro de Guerra 02-048, o subtenente Gutemberg Martins de Moraes, passou em revista a tropa. O evento foi encerrado com o desfile da Banda do Tiro de Guerra (TG) de Botucatu, seguida da marcha da Tropa de Choque da PM.