Botucatu é uma das cidades mais inteligentes do País

O município de Botucatu foi destaque no Prêmio das Cidades mais inteligentes do País, por meio de uma pesquisa com o objetivo de identificar fatores relevantes para o crescimento sustentável dos municípios e apontar as cidades brasileiras com maior potencial de desenvolvimento. 

O Ranking Connected Smart Cities, elaborado pela Sator e a empresa Urban Systems, mapeou 700 municípios e classificou os 50 mais desenvolvidos em um ranking geral, além de duas subdivisões: a primeira por faixa populacional – até 100 mil habitantes, de 100 mil a 500 mil e acima de 500 mil habitantes – e, a segunda por segmento, que apontou as cinco melhores nos quesitos mobilidade, urbanismo, economia, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, saúde, segurança, educação, governança e empreendedorismo.

Na área do empreendedorismo, Botucatu aparece em 10º lugar atrás apenas de capitais e municípios de grande porte, como Brasília, Recife, São Paulo, Campinas e São José dos Campos. A Cidade dos Bons Ares se destacou por ações da Prefeitura com objetivo de promover o tratamento diferenciado e simplificado ao Microempreendedor Individual (MEI), as Microempresas (ME) e Empresas de Pequeno Porte (EPP) no âmbito do Município, em especial ao que se refere a formalização de microempreendedores, simplificação dos incentivos fiscais dispensados aos micros e pequenas empresas, a preferência nas aquisições de bens e serviços pelo Poder Público Municipal, acesso ao crédito e a educação empreendedora.

Para atender essa demanda, a administração municipal, implantou há dois anos na “Casa do Cidadão”, a Sala do Empreendedor, que faz atendimento a micro e pequenos empresários para facilitar a formalização de empresas e o atendimento personalizado com uma equipe de agentes de desenvolvimento local para promover, orientar e capacitar os empreendedores de Botucatu.

O presidente da Urban Systems, Thomaz Assumpção, acredita que o projeto poderá despertar no poder público e iniciativa privada novas maneiras de perceber as cidades. “É preciso que representantes tenham consciência dos investimentos e aprimoramentos que devem ser realizados nas diversas áreas mapeadas”. 

A diretora da Sator, Paula Faria, ressalta que o ranking é um importante indicador e ressalta a importância do seminário para a difusão de ideias. “Ao propor soluções, expor cases de sucesso e discutir caminhos inteligentes, o Connected Smart Cities incentiva o desenvolvimento urbano”, pontua.

O prefeito João Cury afirma que Botucatu se destaca com novas empresas de tecnologia; inauguração de novos polos de desenvolvimento como o Parque Tecnológico; crescimento de empresas de economia criativa; desenvolvimento das incubadoras tecnológicas; formalização de 5 mil micro empresas individuais – MEI e o atendimento personalizado aos empresários botucatuenses por profissionais da Prefeitura e técnicos do Sebrae.