Botucatu comemora seus 155 anos de vida

A manhã desta quinta-feita foi muito especial para a população de Botucatu. A cidade completou 155 anos de emancipação político-administrativa. As festividades tiveram início com o Ato Cívico realizado em frente ao prédio da Prefeitura Municipal, com a presença de várias autoridades civis e militares do município (foto).

Para ser o orador oficial do evento, a organização convidou o professor Evaldo Klar, que é um dos membros mais antigos da Academia Botucatuense de Letras, que foi agraciado com o título de Cidadão Botucatuense, outorgado pela Câmara Municipal de Botucatu.

“Me sinto muito feliz e lisonjeado em ter sido convidado para ser orador desse evento, que comemora os 155 anos dessa cidade que aprendi a amar e onde vivo por mais de 40 anos. Desde minha chegada nessa terra fui muito bem acolhido e hoje me sinto filho de Botucatu”, discursou Klar.

O prefeito João Cury Neto fez um discurso emocionado e lembrou seu primeiro ano frente ao comando do Executivo. “Posso dizer que conquistamos muita coisa para esta cidade nesse nosso primeiro ano de governo. Estamos no segundo ano de mandato tendo a consciência de que teremos que conquistar muito mais”, colocou João Cury, fazendo um apanhado geral de todas as conquistas do ano passado e as desse ano, no comando do Executivo Municipal, dando ênfase especial ? área da Educação, onde muitos investimento foram realizados.

O Ato Cívico, que entre outras coisas contou com o hasteamento das bandeiras nacional, paulista e do município, antes de ser cantado a canção “Saudade de Botucatu” e o Hino Nacional Brasileiro.

Na sequência todos os presentes ? s solenidades foram convidados para ir ? Rua Amando de Barros assistir o tradicional desfile das escolas públicas e privadas, além de outras instituições da cidade. Ao todo, 42 grupos formados por, aproximadamente, duas mil pessoas fizeram os desfile deste ano, que recebeu um bom público, na Rua Amando de Barros.

Para a chefe de divisão de Ensino,Vânia Cristina Fioravante, o desfile se tornou tradição na cultura regional. “O desfile faz parte de uma cultura que já se tornou regional, anualmente Botucatu promove o desfile no aniversário, o que não acontece em muitas cidades, e recebe gente de diversos lugares até mesmo para desfilar. Este ano não foi diferente”, comentou.

Ainda segundo Fioravante, essa é uma oportunidade em apresentar os trabalhos culturais realizados pelos participantes. “Além de homenagear o município, integra a comunidade, as escolas e entidades, mostrando o que elas vêm produzindo em relação a arte e cultura”, finaliza.

Para que o desfile fosse realizado sem maiores problemas na Rua Amando de Barros, a organização interditou as Ruas Prefeito Tonico de Barros e Djalma Dutra, das 7 ? s 12 horas, para concentração das escolas e instituições, para a realização do desfile.

{n}O desfile teve a seguinte sequência:{/n}

Tiro de Guerra
Polícia Militar
Corpo de Bombeiros
Polícia Civil
Guarda Civil Municipal
Meninos do Brasil
Corporação Musical Damião Pinheiro Machado
APAE
Grupo Escoteiro Padre Anchieta
ABEM
Secretaria Municipal de Educação
Educação Infantil
EMEFEI Profº Luiz Carlos Aranha Pacheco
EMEF Angelino de Oliveira
EMEF Nair Peres Sartori
EMEF Antenor Serra
EMEF Profª Elda Moscogliato
EMEF Dr. Cardoso de Almeida
EMEF Profº José Ant. Sartori
EMEF Nair Amaral
EMA
EMEF Profº Jonas Alves
EMEF Raul Torres
EMEF Rafael de Moura Campos
EMEF Dr. João Maria
EMEF Profº Luiz Tácito V. Santos
Núcleo Assistencial Joanna D`Angelis
Obra Madre Marina
Projeto Crescer
Centro Educacional do SESI
Grupo Dança Afro
Colégio La Salle
Lions Clube – Festa das Nações
Secretaria de Esportes
Secretaria de Assistência Social
Vigilância Ambiental em Saúde
Associação Atlética Botucatuense
CEBRAC
Associação Atlética ferroviária
EE Arnaldo Salles de Oliveira
Colégio Santa Marcelina
Carros antigos
Cavaleiros

Fotos: Fernando Ribeiro