Botucatu assina ordem de serviço para Vila Dignidade

A Prefeitura de Botucatu realizou na manhã do último sábado (13), na Cohab 1, a assinatura da ordem de serviço para início das obras do conjunto habitacional Vila Dignidade. Trata-se de mais um investimento na área da habitação viabilizado junto ao Governo do Estado de São Paulo e que integra o programa municipal de habitação Nosso Sonho, lançado pelo Poder Público Municipal em 2009.

O evento aconteceu no terreno onde será construído o empreendimento, localizado ? Rua Benedito Rodrigues Silva (ao lado do supermercado Manzini). Ele contou com as presenças do prefeito de Botucatu João Cury Neto; do presidente da Câmara Municipal, Ednei Carreira; do vereador representante do bairro Cohab 1 do secretário, Fernando Carmoni; municipal de Habitação, José Carlos Broto; da secretária municipal de Assistência Social, Amélia Maria Sibar; e do representante do Conselho Municipal do Idoso, o senhor Armando de Jesus Barbieri.

A obra será executada numa parceria entre o Município – responsável pela cessão do terreno – e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), que financiará a construção das 16 moradias. O investimento total é de R$ 1.555.000,00. A empresa vencedora do processo licitatório é a Comercial 3D do Brasil Ltda. ME que terá prazo de 12 meses para entrega da obra.

{n}Programa{/n}

O programa Vila Dignidade foi criado pelo Governo do Estado para garantir moradia digna e assistência social ? população idosa (acima de 60 anos) de baixa renda. Os empreendimentos são projetados com parâmetros de acessibilidade do Desenho Universal que permite facilidade no uso da moradia por qualquer indivíduo com dificuldade de locomoção, temporária ou permanente.

As casas contam com um dormitório, sala conjugada ? cozinha, banheiro, área de serviço, aquecedor solar e uma pequena área externa nos fundos que pode ser utilizada como jardim ou horta. Todas as moradias possuem itens de segurança e acessibilidade, como barras de apoio, pias e louças sanitárias em altura adequada, portas e corredores mais largos, interruptores em quantidade e altura ideais, rampas e pisos antiderrapantes.

Recursos de acessibilidade também são instalados nas áreas comuns do condomínio para facilitar a locomoção e dar segurança e conforto aos novos moradores. Os conjuntos têm projeto paisagístico diferenciado para proporcionar um ambiente agradável e contam, ainda, com salão para atividades diversas, como festas, reuniões e cursos.

Para participar do programa é preciso ter 60 anos ou mais; ser independente para a realização de atividades de vida diária; ter renda mensal até um salário mínimo; preferencialmente ser só ou com vínculos familiares extremamente fragilizados, em decorrência de abandono, situação de vulnerabilidade e risco pessoal/social e ser residente no Município há pelo menos dois anos. Os idosos que ocuparão a Vila Dignidade poderão ficar no local até o restante de suas vidas e, quando vierem a falecer, suas casas serão ocupadas por outras pessoas nas mesmas condições.

{n}Impressões{/n}

O secretário municipal de Habitação, José Carlos Broto, comentou que o Vila Dignidade é um programa diferenciado de todos os outros conjuntos habitacionais já entregues em Botucatu.

“Por que se chama Vila Dignidade? Vila porque de fato é uma vila, um conjunto de 16 casas. Dignidade porque as pessoas idosas terão todo o subsídio para ter uma vida digna. Esse empreendimento será um condomínio fechado, onde teremos portaria 24 horas, assistência de enfermagem, monitor, assistente social, atividade física, fisioterapeuta, auxiliar de serviços gerais, ou seja, as pessoas poderão ficar tranquilas, pois terão toda a assistência necessária e subsidiada pela Prefeitura”, explicou.

Ainda de acordo com Broto, a seleção dos idosos será feita em um segundo momento, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Conselho Municipal do Idoso.

“O período de seleção será divulgado pela Prefeitura nos diversos meios de comunicação do Município, sempre com transparência e procurando dar preferência ? quelas pessoas que realmente necessitam do serviço”, completa.

O vereador e representante da Cohab 1 na Câmara Municipal, Fernando Carmoni, ressaltou o desenvolvimento que vem ocorrendo no bairro. “Até ontem podíamos dizer que a Cohab era uma referência em termos de cursos profissionalizantes e oportunidades para jovens devido ao Senai e ao Sesi. Hoje temos, além dessa referência, o cuidado com o idoso. Recentemente a Prefeitura assinou, junto ? Associação Sagrada Família, aqui na nossa região, mais precisamente no Jardim Reflorenda, o convênio da Creche do Idoso. Hoje voltamos aqui para dar início ? Vila Dignidade”, enfatizou.

A secretária municipal de Assistência Social, Amélia Maria Sibar, destacou a importância do lugar escolhido para a construção da vila. “Por meio deste programa acreditamos que daremos mais dignidade aos idosos que necessitam de ajuda, não só em relação ? moradia, mas também ao convívio social. Além disso, essa área foi escolhida devido ? sua acessibilidade, pois essas pessoas terão perto de si todos os serviços necessários para uma vida tranquila, como supermercado, agência dos correios, comércio, centro de saúde, transporte público, ou seja, terão tudo ao seu redor. As casas serão totalmente adaptadas ? s pessoas idosas. Esta será a primeira Vila Dignidade de Botucatu, mas o objetivo é ter outras em outros pontos. É um compromisso que temos de ver esse empreendimento em pé”, defendeu Amélia.

O prefeito João Cury Neto revelou que a discussão sobre o projeto teve início em 2009, com o objetivo de ampliar o atendimento ? população idosa, e aproveitou o momento para anunciar a construção de uma nova Praça do Idoso, também na Cohab 1. “Hoje existe fila de espera no Asilo Padre Euclides, e a maioria é de pessoas acima de 60 anos que dependem apenas de um benefício do Governo Federal e que, ao longo do tempo, tiveram seus laços familiares fragilizados, praticamente rompidos, e estão vivendo em condições muito difíceis. Nós temos que olhar para essas pessoas de uma forma especial, dando moradia e dignidade a elas, com todos os direitos e garantias previstos institucionalmente. Aqui (Vila Dignidade) será um espaço onde todas as secretarias da Prefeitura realizarão atividades para inclusão dos idosos na sociedade. Que todos possam ver a Vila Dignidade com o olhar do coração e tenho certeza que não faltará carinho e amor para esses 16 idosos que virão para cá”, ressaltou.