Botucatu abre licitação para ter duas empresas de ônibus

Na manhã desta terça-feira(26), o prefeito João Cury Neto, ao lado do Secretário Municipal de Transportes (Semutran) e Habitação, Vicente Ferraudo e do assessor jurídico, João Alberto Rossi, recebeu a imprensa para comunicar, oficialmente, que está aberto o processo licitatório para que a cidade de Botucatu tenha duas empresas de transporte coletivo para servir a população. Atualmente esse trabalho é feito apenas pela Empresa Auto Ônibus Botucatu (EAOB).

O edital do processo licitatório já foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) e as empresas interessadas podem procurar a Prefeitura para conhecer os termos do edital e fazer a oferta para operar em Botucatu. A entrega dos envelopes com as respectivas propostas deverá ser feita até dia 31 de novembro de 2010, ? s 8h30 e os mesmos serão abertos, com a presença da imprensa, ? s 9 horas.

De acordo com Ferraudo a cidade foi dividida em dois lotes de linhas: uma terá 31 ônibus e atravessará vários bairros da cidade. A outra com 24 ônibus percorrerá as linhas da Cohab I, Unesp e Rodoviária. Todos os ônibus coletivos que circularão em Botucatu deverão ser brancos com detalhes em amarelo.

“Esses lotes foram definidos de acordo com o número de passageiros de cada linha, para que nenhuma empresa seja prejudicada e os dados dos estudos que fizemos estão a disposição das empresas interessadas em participar do processo licitatório. Vencerão aquelas que apresentarem a melhor proposta”, frisou Ferraudo.

Ele ressalta que uma empresa poderá se inscrever para os dois lotes, entretanto terá que optar por apenas um, mesmo que vença as duas licitações. “Nosso propósito é contar com duas empresas praticando o transporte coletivo na cidade em dois lotes de linhas distintos”, colocou o engenheiro da Semutran.

{n}Tarifa congelada{/n}

Além da licitação, uma grande notícia foi dada pelo prefeito João Cury para os usuários. No processo licitatório consta que no ano de 2011, não haverá aumento de tarifas no transporte coletivo. “Geralmente as negociações para aumento de tarifas são feitas em novembro, mas este ano, porém, não teremos esta negociação e as tarifas permanecerão no patamar atual (R$ 2,15), durante o ano de 2011”, comentou o prefeito João Cury.

A possibilidade de que duas empresas passem a explorar o transporte coletivo na cidade é um assunto que vem desde a campanha de 2008 e Cury nunca escondeu sua intenção de fazer a concorrência pública para que outras empresas do setor pudessem apresentar suas propostas para prestar serviços em Botucatu.

“Esta era uma reivindicação antiga da população. Por isso, hoje é um dia de muita alegria para Botucatu, pois um sonho antigo da população está sendo viabilizado Mas isso só foi feito depois de um estudo minucioso, com a participação de vários setores da sociedade, inclusive do Ministério Público. Todas as especificações contidas no contrato terão fiscalização rígida da Prefeitura”, assegurou João Cury.

O prefeito salienta que duas empresas dividindo as linhas do transporte público não irão gerar problema, pois entende que a maneira como os lotes foram divididos. Elas (empresas) poderão operar sem prejuízo financeiro. “É uma questão de planejamento e adequação. Porém, não teremos problema algum em rever o processo, caso não haja interesse das empresas do setor”, finalizou o prefeito.

Fotos e vídeo: David Devidé