Autoridades conhecem a primeira fase do prédio do Fórum

Na manhã desta terça-feira diversas autoridades do município de Botucatu, assim como pessoas ligadas a diferentes setores da sociedade, marcaram presença no evento promovido pela Construtora Resiplan para uma vistoria na primeira fase da construção do Fórum botucatuense. Os convidados foram recepcionados com um café da manhã na Avenida Irlanda, s/n, Jardim Riviera onde as obras do Fórum da Comarca estão sendo realizadas.

Os convidados puderam conhecer as obras, assim como os espaços onde ficarão alojadas até sete varas (entre cível e criminal), com os respectivos cartórios e promotorias públicas, auditório para julgamentos, salas de advogados, JPC – Juizado de Pequenas Causas, agência bancária, restaurante, amplo estacionamento, entre outras coisas. O projeto do governo do Estado é padrão e irá atender plenamente as necessidades do município.

O empresário Fernando Borgatto revela que a obra está em um ritmo bom, acima do cronograma estabelecido e a projeção é entregar o prédio em março do ano que vem, para que seja, oficialmente, inaugurado em abril.

{bimg:7711:alt=interna1:bimg}

“Na assinatura do contrato fiz a promessa de que entregaria a obra pronta para o aniversário da cidade e pode ter a certeza de que vou cumprir. Estamos com 30% da obra pronta. Terminamos obras de infra-estrutura e estamos na fase de colocação dos pilares, vigas de sustentação e paredes. Posso dizer que o trabalho está correndo muito bem”, garantiu o empresário.

Mesmo com o atraso do primeiro pagamento por parte do Estado, não paralisou o serviço. “Houve um atraso, mas já foi tudo resolvido e espero não ter mais problemas neste sentido. O que mais quero é trabalhar dentro do cronograma que foi estabelecido para podermos entregar em tempo hábil. Já a colocação de móveis e equipamentos necessários para que o Fórum possa desenvolver suas atividades de atendimento é um problema do Tribunal de Justiça, assim como a prefeitura que será responsável pelo arruamento e o paisagismo. Mas, no que se refere ? obra de construção, propriamente dita, poder ter a certeza de que ela será entregue em março”, garantiu.

{bimg:7712:alt=interna2:bimg}

O prefeito João Cury Neto revelou que a sensação ao visitar a obra do novo Fórum é do dever cumprido e que ela foi conquistada em razão da união de forças de muita gente. . “Ninguém faz nada sozinho. A cidade tem que ficar acima de sentimentos menores. Não é segredo pra ninguém que a situação do Fórum foi “empurrada com a barriga” por causa de um sentimento menor com partidarização de relações que deveriam ser institucionais. O prefeito de uma cidade tem que manter um relacionamento com o governo do Estado independente da cor partidária. Isso não acontecia, por isso tanta demora em resolver um problema tão grave como o do Fórum, que hoje está espalhado por diferentes prédios da cidade, por não haver espírito público nas tratativas”, colocou o prefeito.

{n}O que disseram as autoridades{/n}

{bimg:7713:alt=interna3:bimg}

{n}Josias Martins de Almeida Júnior,{/n} juiz titular da 1ª Vara Criminal, da Vara da Infância e Juventude e diretor do Fórum da Comarca de Botucatu – “Hoje é um dia de muito orgulho para todos nós. A construção desse novo Fórum permitirá a prestação jurisdicional de uma maneira mais célere, mais eficaz. Teremos não só uma comodidade maior, mas também a concentração de todos os órgãos públicos para prestação de serviços ? comunidade. A Resiplan por meio desse evento (café da manhã) permite que todos os segmentos da sociedade de Botucatu acompanhem como o trabalho está sendo executado. Muito em breve vou me reunir com meus colegas magistrados para juntos definirmos a distribuição das Varas cíveis e criminais. Paralelo a isso estaremos lutando parta que Botucatu tenha mais duas varas que seriam a Vara da Fazenda Pública e Vara da Família”.

{bimg:7714:alt=interna4:bimg}

{n}Samir Daher Zacharias – {/n}Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção de Botucatu – “Hoje pudemos ver que esse sonho de termos um Fórum da mais alta tecnologia e funcionabilidade completa a primeira fase. A família judiciária de Botucatu está se realizando. Nota-se o empenho da construtora que está com o cronograma em dia agilizando o processo desta gigantesca obra. Tenho certeza de que no primeiro semestre do ano que vem, estaremos acomodados nesse complexo. Não podemos deixar de enfocar de que estamos todos ansiosos em ver a obra pronta, pois hoje os advogados, juízes, promotores e serventuários do Fórum trabalham de maneira precária, descentralizada e desumana, não podendo prestar um serviço adequado ? população”.

{bimg:7715:alt=interna5:bimg}

{n}Pedro Manhães de Oliveira,{/n} Jornalista – “Essa obra mostra que quando todo mundo começa a remar do mesmo lado, quando todos sentam em uma mesa para escolher um só caminho, as coisas acontecem. Ela (obra) irá resolver um antigo e complexo problema do Judiciário de Botucatu. Isso irá mudar a realidade tanto do Poder Judiciário como a qualidade de vida dos moradores dos bairros próximos ao Fórum. A valorização que está acontecendo nessa região é muito grande. Isso faz com que a Rodovia Castelinho seja a mais nova alternativa de desenvolvimento da cidade, para que outros investimentos sejam feitos, saindo das ruas estreitas da cidade e vindo para um lugar promissor e espaçoso”.

{bimg:7716:alt=interna6:bimg}

{n}Marcos José de Freitas Corvino{/n} – Promotor de Justiça – “Essa obra representa a reunificação do Poder Judiciário e da família forense de Botucatu. Hoje a situação é, realmente, muito complicada, com as Varas, promotoria e cartórios distribuídos em diferentes locais. Essa situação atual é ruim para todo mundo, principalmente para os munícipes. Por isso a construção desse novo prédio está sendo aguardada com muita expectativa por todos nós, pois quando estiver em funcionamento, não tenho dúvida de que irá facilitar a vida de todos aqueles que se servem da Justiça”.

{bimg:7717:alt=interna7:bimg}

{n}João Cury Neto {/n}– Prefeito de Botucatu – “Com novo prédio poderemos dar um atendimento jurisdicional qualificado, eficaz e digitalizado ? população num espaço amplo. Desde que iniciamos esse processo de negociação para viabilizar o Fórum, nosso foco foi sempre voltado ? população. E esse também foi o pensamento dos nossos juízes, promotores, advogados, serventuários do Fórum, vereadores, entre outras pessoas que sonharam com a gente esse sonho que estamos vendo se tornar realidade. Isso também faz parte do projeto de desenvolvimento da região sul do município, onde vislumbramos uma vocação de crescimento nos próximos anos. Nossa expectativa agora é inaugurar o Fórum nas festividades aniversário da cidade em abril do ano que vem”.

Fotos: Valério A. Moretto