Audiência Pùblica debate melhorias no transporte

Fotos: Luiz Fernando

Nesta quarta-feira (6), aconteceu na Câmara Municipal de Botucatu uma Audiência Pública com o intuito de debater o sistema de transporte coletivo no município, atendendo ao requerimento n° 763/2013 de autoria dos vereadores Reinaldo Mendonça Moreira – Reinaldinho (PR), Lelo Pagani (PT), Josey de Lara Carvalho (PR), Rose Ielo (PT), Valmir Reis (PPS), Carlos Trigo (PT), Izaias Colino (PSDB), André Rogério Barbosa – Curumim (PSDB) e João Elias (PTB).

Parlamentares entenderam ser importante discutir a possibilidade de melhorar o transporte coletivo em nossa cidade mediante as reivindicações de manifestantes de vários segmentos da população de Botucatu. Mesa foi composta pelos vereadores Ednei Carreira (presidente da Câmara Municipal), Reinaldinho e Lelo Pagani, secretário municipal de Mobilidade Urbana, Vicente Ferraudo e pelo presidente do Conselho do Transporte Coletivo, Carmino Deleo.

Também estiveram presentes na audiência pública os vereadores Carlos Trigo, Rose Ielo, Curumim, Josey, João Elias e Valmir Reis, além de secretários municipais, os gerentes das empresas que atuam no transporte coletivo em Botucatu, Diogo Castelano (São Dimas) e Jeferson Matos (Stadtbus) e representantes da sociedade civil.

Carreira iniciou os trabalhos e logo passou a palavra ao vereador Reinaldinho que presidiu o evento por ser o primeiro signatário do requerimento que solicitou a audiência. Logo após as saudações iniciais dos membros da mesa de debates, Reinaldinho abriu a palavra para vereadores e público presente para formulação de sugestões e questionamentos.

Várias reivindicações foram feitas abordando questões como elevadores para cadeirantes, itinerário de ônibus, valores de passe livre, número de veículos, entre muitos outros assuntos que foram prontamente analisados pelos membros da mesa de debates.

Logo após a participação do público e dos vereadores, o secretário de Mobilidade Urbana, Vicente Ferraudo, fez uma apresentação sobre o sistema de transporte coletivo de Botucatu demonstrando diversas questões desde a quebra de monopólio que possibilitou a instalação das empresas São Dimas e Stadtbus até inovações já implantadas e ainda previstas como o uso de GPS nos ônibus circulares e implantação de terminais e mini-terminais.