Associação de Moradores da Vila São Luiz tem nova diretoria

A Capela de São Luiz foi o palco para a posse da nova diretoria da Associação de Moradores da Vila São Luiz, que passa a ser presidida por Sebastião Lucas. O evento foi acompanhado por moradores do bairro, lideranças de outros bairros da cidade, secretários e assessores da Prefeitura. Compuseram a mesa das autoridades o prefeito João Cury Neto; o presidente da Unasab´s (União das Associação de Moradores de Bairros de Botucatu), Marcos Antonio da Silva e o ex-vereador Ednei Lázaro da Costa Carreira.

Em seu discurso, o prefeito destacou a importância do trabalho desenvolvido pelas associações de moradores na defesa dos legítimos interesses da comunidade. E voltou a frisar que em seu governo, a participação popular continuará sendo valorizada.

“Eu respeito muito a luta e o trabalho do pessoal das associações de moradores. Temos avançado muito nessa parceria que nos aponta as reais necessidades da população. Aqui na Vila São Luiz não é diferente. As portas do gabinete estão de portas abertas para o Tião e toda a diretoria”, disse.

Cury deu duas boas notícias aos moradores. A primeira delas é que depois de mais de 10 anos de espera, finalmente a comunidade verá atendido o pedido de construção de alambrado no campo de futebol. “Já está autorizado. O esporte é muito importante para tirar a garotada da rua e no que pudermos colaborar, contem conosco. Vamos fazer um torneio para marcar a inauguração do novo alambrado”, disse o prefeito.

Outra novidade foi o anúncio de que as ruas da Vila São Luiz e do Recanto Azul serão recapeadas. “Esse também era um pedido antigo. Existem algumas ruas em situação muito precária, onde o asfalto está praticamente esfarelando. Ainda não posso confirmar a data para início do serviço porque ainda estamos fazendo a licitação, que vai incluir Vila São Luiz, Recanto Azul e Jardim Peabiru. Mas o recape sai ainda esse ano e começará por aqui”, anunciou João Cury.

Na próxima semana, o prefeito deverá receber em seu gabinete a nova diretoria da Associação de Moradores para discutir o encaminhamento de outras demandas do bairro, como a construção de creche, melhoria da iluminação pública, conservação de ruas e construção de um centro comunitário.