Aproximadamente 9 mil acompanham a Tocha Olímpica em Botucatu

Fotos: Acontece Botucatu

tocha-botucatu-24

tocha-botucatu-19Milhares de pessoas acompanharam a passagem da Tocha Olímpica em Botucatu na tarde deste domingo, dia 17. O comboio com a chama chegou na Avenida Dom Lúcio pontualmente às 15 horas, conforme indicava a programação.

A Tocha veio de Tatuí escoltada pelo comboio oficial, formado por carros de apoio, Polícia Rodoviária Federal e batedores da Polícia Militar. No total 13 pessoas conduziram o símbolo no trajeto que começou no Largo São José e terminou na Catedral. A emoção deu o tom para os condutores.

“Não posso descrever esse momento. É algo que vou levar comigo para o resto da vida”, disse o Professor Osni Bertotti Leme, primeiro a conduzir a tocha.

Os condutores foram selecionados pelos patrocinadores dos Jogos Olímpicos Rio 2016 após análise de currículos e história que foram enviados em campanhas pela internet. É o caso de Paulo Ricardo Capeluppi, que já conquistou inúmeras medalhas por Botucatu na natação.

“Quando recebi a confirmação de que tinha sido um dos escolhidos, foi muito emocionante. Para quem compete ou já competiu, o sentimento com relação aos jogos Olímpicos é algo extraordinário e carregar a chama olímpica é um privilégio que jamais vou esquecer, muita emoção”, disse Paulo Capeluppi.

Ex-presidente da Acob (Associação dos Corredores de Botucatu) e com uma bela história com o atletismo, o comerciante Edemilton Santana era um dos mais emocionados. “Não tenho palavras, é muito emocionante. Ocasião única que eu tenho o privilégio. Por tudo o que isso representa, quem vive no esporte vê tudo isso de uma forma muito intensa. É um dos maiores presentes da minha vida”, colocou Edemilton.

tocha-botucatu-4Conduziram a tocha em Botucatu Adriano Penteado, Nelson Maria Brechó da Silva, o Padre Nelson, Marlene Marcelina, Osni Bertotti Leme, Edemilton Santana, Ednilson Spadin, José Nelson Rizzo de Castro, Paulo Ricardo Capeluppi, Carolina Cutolo, Evandro Fernandes, Reinaldo José Pereira Leite e Peterson Rodrigues da Silva.

Para o prefeito de Botucatu João Cury, a cidade teve um privilegio único de receber o evento. Ele procurou dar importância para o que significa a chama olímpica.

“A cidade está feliz. A chama olímpica traz o significado da paz. Sua contribuição para história é gigantesca. Acho que dificilmente o Brasil receberá novamente os Jogos Olímpicos, então o que Botucatu vive hoje é algo único”, celebrou João Cury.

Público superou as expectativas

tocha-botucatu-10O público que se deslocou até o Largo São José, na Avenida Dom Lúcio para ver o início do trajeto da Tocha em Botucatu surpreendeu os organizadores. Segundo informações prestadas pelo Capitão da Polícia Militar Alexandre Cagliari, aproximadamente 4 mil pessoas acompanharam a chegada, sendo que em torno de 9 pessoas se concentraram para a chegada do símbolo esportivo na Catedral.

“Sentimento de dever cumprido. Não só para mim, mas para mais de 250 pessoas que trabalharam para este evento. Em 2007 eu conduzi a tocha nos Jogos Pan-americanos. Estava em Búzios, uma cidade onde ninguém me conhecia e as pessoas me saudavam. Imagino então a emoção proporcionada aqui para quem conduziu a chama olímpica”, disse o Secretário de Esporte Lazer e Turismo de Botucatu Antônio Carlos Pereira.

A tocha saiu da Catedral às 15h40, rumando para a cidade de Lençóis Paulista e posteriormente Bauru. Nesta segunda-feira, 18, o comboio estará em Jaú. Esta é a segunda vez que a tocha passa pelo estado de São Paulo. Em junho ela passou por cidades como Paraguaçu Paulista, Marília, Assis e Presidente Prudente.