Aprovada instalação de parquímetros no “Bairro”

Em reunião realizada na noite de segunda-feira (23), na sede do Dragões da Vila, foi aprovada por unanimidade a proposta de instalação de parquímetros que permitirão a cobrança pelo estacionamento na área de Zona Azul que será implantada na Rua Major Matheus e adjacências. O encontro contou com as presenças do prefeito João Cury Neto; do presidente da União ACE/CDL, Luiz Rogério Peres; secretários municipais, moradores e comerciantes da Vila dos Lavradores.

O surgimento de novos bairros levou ao crescimento vertiginoso da região norte da Cidade e alavancou a atividade comercial nos últimos anos. Como pólo gerador de consumo, o setor da Major Matheus abrigou agências bancárias de praticamente todas as instituições financeiras instaladas na cidade. Esse fenômeno, fruto do aquecimento da economia, gerou um efeito colateral: o aumento da demanda por vagas de estacionamento.

Essa nova realidade motivou a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana e a União ACE/CDL a realizar pesquisas junto aos motoristas, comerciantes e consumidores sobre a viabilidade de instalação de parquímetros a fim de garantir a rotatividade de estacionamento no centro comercial da Vila dos Lavradores. O modelo foi implantado com sucesso na região central da Cidade.

O secretário Vicente Ferraudo apresentou a proposta de estabelecer a cobrança nas ruas Major Matheus (do cruzamento com a Rua Milton Meris Jaqueta até Rua Galvão Severino), Tenente João Francisco (do cruzamento da Rua Cesário Mota até a Rua Cruz Pereira) e nas ruas Cruz Pereira, Brás de Assis, Floriano Simões e Cesário Mota, no trecho entre as ruas Rodrigues e Tenente João Francisco.

Os presentes ? reunião fizeram diversos questionamentos e ao ser colocada em votação a proposta foi aprovada por unanimidade. Com a implantação dos parquímetros serão demarcadas cerca de 300 vagas de estacionamento. Ficou definido que durante o mês de outubro será feita a instalação dos equipamentos e sinalização vertical e de solo, além do trabalho de divulgação da chegada da Zona Azul ? Vila dos Lavradores.

Em novembro será iniciada a operação do sistema junto com um trabalho de orientação e conscientização dos motoristas. A previsão é que a cobrança efetiva tenha início em dezembro. O preço da tarifa será o mesmo já cobrado na região central da cidade.

“Depois de um desgaste inicial, que acontece em todas as cidades onde o parquímetro foi instalado, o sistema é um sucesso na região da Rua Amando de Barros. Hoje as pessoas encontram vaga para estacionar no centro. A diferença na Major Matheus é que naquela região o estacionamento sempre foi gratuito. Trata-se de uma mudança de conceito, de cultura. Mas que certamente vai melhorar a vida dos motoristas, comerciantes e consumidores”, acredita o prefeito João Cury.

{n}Galerias{/n}

Durante a reunião, o secretário municipal de Obras, André Peres, apresentou o projeto de construção do sistema de galerias na Rua Dr. Jaguaribe. A obra, viabilizada através de parceria entre a Prefeitura e o Governo do Estado, será executada pela empresa H. Aidar Pavimentação e Obras LTDA, vencedora do processo licitatório. O custo total, envolvendo material e serviços, é da ordem de R$ 1,5 milhão.

O projeto prevê a instalação de 1.996 metros lineares de tubulações de concreto de 1.000, 800 e 600 milímetros de diâmetro a partir da Rua Theotonio de Araújo até a Rua Galvão Severino. Ruas transversais ? Dr. Jaguaribe como Ricardo Zanotto, Lincon Vaz, Guido Zanotto, Travessa Antonio Suman, Manoel Rodrigues Antunes, Milton Méris Jaqueta, Melvin Jones, Bras de Assis, Cruz Pereira e Ivete Camargo Neiva também receberão ramais de captação da água das chuvas.

Também serão instalados 44,50 metros lineares de tubulação metálica de 2.000 milímetros de diâmetro. A estrutura passará por baixo da linha férrea através de um método não destrutivo de construção, que conduzirá a água até a uma escada dissipadora, que consequentemente irá disciplinar sua trajetória com menor impacto possível ao Ribeirão Água Fria.

A ordem de serviço da obra já foi assinada pelo prefeito João Cury e os serviços deverão ser iniciados dentro de 15 dias. O prazo para conclusão é estimado entre seis e oito meses. Por se tratar de uma obra de longo prazo e com grande impacto no trânsito, um esquema especial será montado para levar informações e oferecer opções que minimizem os transtornos aos motoristas. A Secretaria de Mobilidade Urbana estuda a possibilidade de trabalhar com meia pista, evitando a interdição total da via.

“Por isso teremos que sinalizar bem a região, definir rotas alternativas para minimizar o impacto no trânsito e dar ampla divulgação sobre a importância da obra. Precisaremos contar com a tolerância e o apoio da população. Só quem mora naquela região sabe como é o problema de falta de galeria em época de chuva forte”, afirma o prefeito.

Aproveitando a execução das obras de galerias na Rua Dr. Jaguaribe, a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana inicia estudos que podem resultar futuramente em alterações no sistema viário da região norte. Uma das alternativas estudadas seria a inversão da mão de direção das ruas Rodrigues César, Floriano Simões e Cesário Mota com a finalidade de melhorar o fluxo de trânsito e a mobilidade urbana em bairros como Jardim Outro Verde, Cambuí, Itamaraty, Ipê, Itália e Vila di Capri.

“Esse é apenas um estudo inicial que precisa ser amadurecido. Mas temos que buscar alternativas para incentivar o uso do Elevado Bento Natel para desafogar a Rua Major Matheus. Vamos avançar nessa discussão”, afirma Ferraudo.