APA prepara animais para serem doados e incentiva a castração

Fotos: Valéria Cuter – arquivo

Quem tiver interesse em adotar um animal doméstico, devidamente castrado, vacinado e vermifugado pode se deslocar ? Praça Comendador Emílio Peduti – Bosque, ao lado do ponto de taxi, nas manhãs de sábado, onde funciona a “Feirinha de Cães e Gatos”. Os animais ficam expostos para o público e se houver interesse, a pessoa pode levar o animal para casa, depois de assinar um termo de responsabilidade de adoção.

A iniciativa da “feirinha” é da Associação Protetora de Animais (APA) de Botucatu, oficialmente fundada em 23 de junho de 2003 e declarada de Utilidade Pública em 2004 que realiza um trabalho voluntário com a finalidade de estreitar as relações de convivência entre os seres humanos e animais.

Um dos principais objetivos da entidade é executar um trabalho educacional sobre posse responsável e a castração de animais domésticos (cães e gatos), evitando crias indesejadas. A APA não possui abrigo institucional, mas cuida de animais abandonados e os levam até a praça para doação. Os voluntários da APA procuram fazer uma espécie de triagem com os futuros proprietários para saber se, realmente, têm condições de cuidar do animal.

De acordo com a secretária da APA, Maria Cecília Altenhosen, os animais disponibilizados para a doação passam por atendimento veterinário, são vacinados, vermifugados e castrados. Alega que o número de animais abandonados na cidade é acentuado e muitos deles acabam morrendo por falta de cuidados, de vacinas ou mesmo assassinados pelos proprietários.

Para evitar essa situação a APA é incentivadora da castração dos animais para que se evite a proliferação de cães e gatos sem donos pelas ruas da cidade. Garante que a castração é bastante simples e não causa nenhum dano ? saúde dos animais, sejam eles machos ou fêmeas e a recuperação é de apenas dois dias.

“Nosso trabalho de castração não pode ser interrompido, pois é a única forma ética que temos de diminuir a população de animais indesejados que fatalmente são abandonados, morrem ou exibem uma triste visão nas ruas de Botucatu”, frisa Maria Cecília. “A castração pode ser feita de graça e os interessados devem procurar os voluntários da APA, que todos os sábados pela manhã estão na Praça do Bosque doando animais para esclarecer suas dúvidas”, orienta.

Lembra que o trabalho desenvolvido com animais é fundamentado pelo Decreto da Lei n° 24.645/34 e Lei Federal n° 9.605/98, que dispõem sobre a tutela de todos os animais pelo Estado e sobre as sanções penais e administrativas que são aplicadas a todo aquele que praticar atividade lesiva ao meio ambiente, incluindo maus tratos, abandono e crueldades contra animais.

Também existe em Botucatu a Lei Municipal nº 4.904, de 11 de abril de 2008, elaborada na Câmara Municipal que dispõe sobre a proteção e defesa dos animais, o controle social de sua criação, comércio, exploração e vigilância em Saúde Ambiental no Município de Botucatu. Essa lei é oriunda de um Projeto de Lei assinado pelos então vereadores Antonio Luiz Caldas Junior, Antonio Carlos Trigo, Luiz Aurélio Pagani, Reinaldo Mendonça Moreira e Benedito José Gamito.

Secretária ressalta que estas idéias são compartilhadas por muitas outras pessoas e, desta forma, é possível tornar o grupo cada vez maior, mais forte e significativo neste ideal de respeito e conservação da vida. Frisa, também, que a APA é uma associação formada por pessoas que se uniram em torno de um sentimento do amor e o respeito ? vida, mas necessita da ajuda da municipalidade.

“Pedimos aqueles que possam contribuir com qualquer quantia que entrem em contato conosco, aqui mesmo na Praça do Bosque aos sábados, pois necessitamos em alguns casos de suplemento alimentar, medicação, pagamento de honorários aos veterinários e diárias de internação”, complementa.

{n}Declaração Universal dos Direitos dos Animais {/n}

1 – Todos os animais têm o mesmo direito ? vida.
2 – Todos os animais têm direito ao respeito e ? proteção do homem.
3 – Nenhum animal deve ser maltratado.
4 – Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat.
5 – O animal que o homem escolher para companheiro não deve ser nunca ser abandonado.
6 – Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor.
7 – Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida.
8 – A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais.
9 – Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei.
10 – O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.