Antigo armazém da Fepasa dará lugar ? “Casa da Juventude”

A extensa área de oito alqueires que pertencia ? Rede Ferroviária Federal (RFF) e foi cedida ao município de Botucatu após gestões feitas pelo prefeito João Cury Neto junto ao governo federal começa a ser revitalizada com a instalação de um novo equipamento público que traz uma proposta inovadora para a cidade.

No antigo armazém da Fepasa, até então abandonado e que vinha servindo de esconderijo de marginais e local para o consumo de drogas, será implantada a “Casa da Juventude”. O espaço será dotado de completa infra-estrutura para o desenvolvimento de atividades e discussão de políticas públicas voltadas aos jovens em áreas como saúde, educação, assistência social, cultura, esportes, lazer, emprego, entre outras.

As obras já foram iniciadas pela empresa Singulare Pré-Moldados em Concreto Ltda., vencedora do processo licitatório. O custo total será de R$ 634.159,80 e o prazo de execução é de dez meses. A primeira etapa do trabalho foi de limpeza do local e remoção de algumas paredes e do antigo reboco. Os encarregados pelo serviço ficaram impressionados com a estrutura reforçada do prédio erguido no início do século passado e que não apresenta nenhuma rachadura.

“Esta obra é cercada de simbolismo porque é a primeira etapa do processo de ocupação desse imenso patrimônio ferroviário que ficou abandonado por muitos anos. Nossa disposição é devolver aquele imenso conjunto ao uso da comunidade”, salienta João Cury.

A Casa da Juventude contará com ampla área de convivência, espaço para eventos, atividades esportivas, área multi-uso, palco móvel, diversas salas de aula, sala de inclusão digital, salas de cursinho, ambulatório, salas de atendimento e acompanhamento, salas para reuniões, oficinas, cineclube, bicicletário, vestiários e banheiros adaptados para pessoas com deficiência.

Da Assessoria