Aeroporto Tancredo Neves passa por reestruturação

Foto: Luiz Fernando

 

Desde a sua municipalização, há dois anos, o Aeroporto Tancredo Neves  de Botucatu vem passando por uma reestruturação, sendo constituído um quadro de funcionários, com auxiliar administrativo, limpeza, manutenção e segurança, pois foi criado um posto da Guarda Civil Municipal (GCM),  que atua 24 horas por dia dentro do aeródromo. Ainda no segmento da segurança foi instalado câmeras de monitoramento em todos os acessos e também na estação de embarque.

Para melhorar a prática de pousos e decolagens está sendo executada manutenção em toda a extensão de alambrados que cerca o aeroporto com o objetivo e evitar a invasão de animais que possam colocar em risco as operações.

“Estamos desenvolvendo com apoio do prefeito João Cury  benfeitorias para que a estrutura do aeroporto tenha condições de atender de forma adequada todos os usuários, hagarados e empresas que utilizam diariamente as instalações e pista do aeroporto”, disse o administrador Paulo Renato da Silva.

Ele destaca que as secretarias de Governo, Desenvolvimento e dos Negócios Jurídicos, trabalham na elaboração de um plano diretor que deverá apontar a viabilidade econômica do aeroporto e os benefícios que poderá trazer para o processo de desenvolvimento da cidade e da região através de verbas do Governo Federal.

“Há uma série de reivindicações que podem ser contempladas dentro desse programa como ampliação da pista, construção de terminal de passageiros, implantação de novo acesso, estacionamento. São melhorias que devem contribuir para tornar nosso aeroporto mais viável economicamente e atender todas as condições especificadas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Secretaria de Aviação Civil e Infraero”, ressalta o administrador.

O secretário de Governo, Caco Colenci,  destaca os fatores que colocam o aeroporto de Botucatu em situação privilegiada. “Localização é nosso diferencial. Estamos na região central do estado, com facilidade de acesso aos grandes centros, duas rodovias que acessam facilmente o aeroporto. O zoneamento é bom, já que o aeroporto não está comprometido pela área urbana. Essa tem sido uma preocupação constante da administração. Temos boa pista que precisa ser ampliada para mudar o nível do aeroporto. Outro diferencial é a Embraer, muito importante nesse contexto e que faz de Botucatu um pólo para atrair novos investimentos para a cidade”, conclui.